Quanto Custa Fazer Um Website?

quanto custa fazer um website

Quanto Custa Fazer Um Website?

Poderá custar-lhe nada, pouco, bastante ou demasiado. Provavelmente, não era a resposta que pretendia. Para isso, será melhor reformular a pergunta: "Qual o objectivo do meu website?"

O objectivo do seu website irá determinar o seu público-alvo e as respectivas funcionalidades. Procure ser o mais específico possível. Terá sempre oportunidade de rever ou de adaptar o seu plano, no entanto é importante definir um objectivo claro, à partida.


Quer promover produtos ou serviços, adquirir novos clientes,
divulgar a sua marca ou gerar leads?

A solução poderá passar por um website informativo e uma estratégia de inbound marketing. Conteúdo relevante - texto, imagens, vídeos, infográficos - juntamente com search engine optimization (SEO) e campanhas nas redes sociais serão as ferramentas mais indicadas para gerar tráfego.


Quer vender os seus produtos ou serviços diretamente
online ou através de um distribuidor?

Neste caso, deverá pensar numa aplicação web com uma loja online ou, se preferir, poderá integrar a sua loja numa plataforma como a Amazon ou outros distribuidores online. A sua solução poderá ser integrada com outros tipos de software para a gestão de stocks, logística, facturação, gestão de clientes (CRM), etc.


Precisa gerir uma comunidade e processos para uma editora,
intranet ou instituição de ensino superior?

Uma solução de gestão de conteúdos será a mais adequada. A Omibee utiliza maioritariamente Drupal por causa do seu potencial em flexibilidade e escalabilidade, mas poderá também optar por Wordpress e Typo3, entre outros.

Conteúdos e fluxos de trabalho estruturados irão permitir personalizar a experiência dos seus utilizadores, bem como automatizar e gerir a sua organização.


Pretende criar um framework capaz de executar complexos algoritmos, obter e divulgar informação através de várias APIs, fazer a integração com aplicações móveis e outros dispositivos?

Existem soluções tecnológicas para todo o tipo de desafios e pouco ou nada é impossível. Para algo deste género, machine learning poderá ser útil para gerar perspectivas de negócio a partir dos seus dados ou então, uma rede distribuída que se adapta automaticamente para servir milhões de utilizadores em todo o mundo.  


Quer que o seu site reúna todas as hipóteses anteriores?

As suas necessidades poderão abranger vários cenários, no entanto, não se esqueça de definir prioridades. Sempre que puder, divida o seu projeto em várias etapas. Através de uma abordagem como a metodologia Agile, poderá ter um website finalizado em menos tempo, com a possibilidade de o melhorar ou adaptar em ciclos de tempo mais curtos.


Ok, mas afinal, quanto custa fazer um website?

Obviamente, o custo irá depender das respectivas especificações. A maioria das empresas trabalha com base em prazos e materiais e para fazer uma estimativa concreta será necessária uma “fase de descoberta”.

Este documento irá permitir-lhe planear e compreender os próximos passos ou solicitar propostas para comparação. Uma vez que o custo é determinado por especificações personalizadas, este documento será faturado e deduzido quando o orçamento total for aprovado.

O custo terá como base o número de horas estimadas e recursos necessários para a finalização do projecto. Os preços de freelancers e empresas offshore variam entre os 10€ e 40€ por hora. Por sua vez, agências e empresas com equipas multidisciplinares cobram entre 60€ e 200€, com possibilidade de packs de desconto por volume de horas.

O projeto de um website, dependendo do nível de complexidade, poderá ser finalizado em pouco mais de 100 horas.

Uma das partes mais subestimadas e ignoradas do orçamento, é a parte do trabalho que será da sua responsabilidade, isto é, acompanhar o processo de desenvolvimento e participar nas tomadas de decisão. Isso poderá incluir a sincronização com a sua equipa, a recolha de conteúdos e reuniões periódicas.


E quanto à opção gratuita?

Pode sempre optar por utilizar um serviço gratuito de criação de sites. Terá de fazer a maior parte do trabalho (portanto, existe sempre um custo), mas não terá de pagar pelo serviço, a não ser que pretenda adquirir funcionalidades premium.


Chegamos à seguinte conclusão - é muito importante fazer as perguntas certas desde o início:

1 - Qual é o objectivo do seu website?

2 - Como pretende gerir o website? Quer manter essa responsabilidade ou prefere contratar alguém para o fazer?

3 - Quanto gostaria ou poderia gastar? Qual é o seu orçamento?

4 - Que tipo de funcionalidades deverá o site ter agora? E mais tarde?  

Definir o objectivo e as necessidades do seu website é a forma mais concreta de saber quanto poderá custar, mas sobretudo, irá permitir-lhe criar o website mais adequado ao seu negócio.