Como Promover A Investigação Online

promote your research online

Como Promover A Investigação Online

Poderá concordar que publicar um artigo numa revista científica prestigiada deixou de ser a única ferramenta para promover e melhorar o impacto do trabalho dos investigadores.
 

Por um lado, é cada vez mais difícil destacar-se num contexto de overload de artigos científicos - em 2016 apenas, foram publicados mais de 2.000.000 de artigos a nível mundial. Por outro, a corrida ao maior impacto tem na verdade contribuído para condicionar a partilha de conhecimento.


 

promover a investigação online como alternativa a publish or perish



Em vez de focar exclusivamente na mentalidade de “publish or perish”, porque não apostar mais na atitude de “share & connect”?


Ao tornar o seu trabalho mais visível e acessível, terá mais probabilidades de ser usado e citado pelos seus pares e pela comunidade científica, em geral. Isto por sua vez, poderá ajudar a melhorar o impacto da sua investigação e permitir-lhe construir a sua reputação científica.   


Existem várias formas de promover a investigação online, e para isso, deixamos algumas dicas:

 

Obter um identificador digital

Este será provavelmente um passo óbvio para muitos, mas nunca é demais lembrar: obter um identificador ORCID.
 

obter identificador ORCID para promover a investigação online



A área da publicação científica está muitas vezes sujeita a situações de equívoco de identidades. Vários investigadores podem ter o mesmo nome ou ter mudado de nome num momento específico da sua carreira.


Ao atribuir um código de identificação único e permanente a cada investigador, os equívocos são evitados.


É também uma ferramenta importante para:

  • Agrupar trabalhos publicados pelo mesmo investigador mas com nomes diferentes
  • Fornecer identificação a entidades de financiamento e revistas científicas
  • Criar um CV online


Registar-se para obter um identificador ORCID demora menos de 1 minuto e poderá facilmente seguir todos os passos para completar e usar o perfil.

 

Marcar presença nas principais plataformas online

É verdade que criar perfis em diferentes plataformas implica replicar a mesma informação, e inserir atualizações ocasionais (por ex. quando muda de emprego, termina um doutoramento, etc.).


No entanto, o tempo investido é recompensado ao tornar a sua investigação mais visível e permitir destacar a informação que pretende que outros vejam.
 

criar perfis para promover a investigação online

 

Sugerimos, no mínimo, as seguintes plataformas:


Google Scholar

Enquanto ferramenta de pesquisa para literatura acadêmica, criar um perfil no Google Scholar permite-lhe agrupar facilmente todas as citações e publicações num único lugar e mostrar o impacto do seu trabalho de investigação


O perfil oferece uma visão geral do seu trabalho, incluindo o nº de citações por publicação e respectivas métricas (h-index, i10-index). Outras vantagens do Google Scholar:

  • É notificado sempre que o Google detecta que o seu trabalho foi citado, o que, por sua vez, pode ajudá-lo a entender como a sua investigação está (ou não) a ser utilizada.

  • Quem procura ou está interessado no seu trabalho pode "Seguir” o seu perfil e receber notificações das suas novas publicações.


Para poder criar um perfil, terá de ter uma conta Gmail. Poderá encontrar aqui instruções mais exactas para criar o seu perfil Google Scholar. E não se esqueça de tornar o seu perfil público!

 

LinkedIn

Provavelmente, já terá perfil no LinkedIn, mas poderá melhorá-lo para ter um maior impacto e promover a sua investigação online.


Certifique-se de que a informação no seu perfil é precisa e relevante. Ficam algumas ideias específicas:

  • Personalizar o URL do seu perfil para incluir o seu nome. Desta forma, poderá aumentar o tráfego para o seu perfil. Na sua página do LinkedIn, terá do lado direito da imagem de perfil a opção de “Edit Public Profile & URL”. Ao clicar, será direcionado para a página de definições do seu perfil público onde poderá personalizar o seu URL (por exemplo, linkedin.com/in/IsabelmLopes).

  • Partilhar no perfil a lista de publicações, importantes apresentações em conferências, etc. O LinkedIn oferece uma série de opções para adicionar secções ao perfil - “Add new profile section”. Personalize o seu perfil com informação relevante que ajude a promover a sua investigação na sua rede de contactos.

 

ResearchGate e outras plataformas específicas para investigadores

Para além de redes profissionais, como o LinkedIn, enquanto investigador é importante manter uma presença ativa em plataformas específicas da comunidade, como ResearchGate.

Apesar de serem limitadas à comunidade científica, representam uma oportunidade importante para incentivar colaborações e aumentar a visibilidade e o acesso ao seu trabalho de investigação.
 

Estas redes e plataformas online proporcionam um espaço importante para disseminar a sua investigação, promover a discussão e avaliação do seu trabalho, partilhar informação científica e estabelecer novas colaborações.


E a maioria dos perfis nestas plataformas poderá ser associada ao seu identificador ORCID.

 

Dar acesso livre à sua investigação

A grande maioria dos potenciais leitores do seu trabalho, que não está associada a uma instituição de ensino superior, não tem acesso a revistas acadêmicas.
 

Sendo que o acesso a documentos individuais é pago,  a probabilidade de alguém ler o seu artigo é muito baixa, por mais interessante que o título e o resumo pareçam ser (e, muitas vezes, não são).
 

Mesmo os leitores integrados numa Universidade ou Instituto Superior podem não ter acesso a todas as revistas, por motivos de cortes orçamentais ou embargos (que, em alguns casos, se estendem por mais de um ano). Ou seja, mesmo que estejam muito motivados a ler a sua publicação, talvez não consigam fazê-lo.
 

Por esse motivo, deverá assegurar que o seu trabalho de investigação seja de fácil e livre acesso a todos os públicos (obviamente, sujeito aos termos e condições das revistas que o publicaram).
 

dar acesso livre para promover a investigação online

 

Para ajudar a promover a sua investigação, pode partilhar versões de acesso aberto do seu trabalho através:

  • do repositório da sua instituição (se aplicável)

  • de plataformas e redes como o LinkedIn, etc., com a vantagem de contactos e followers do seu perfil serem notificados de cada vez que partilha algo novo.

  • do Slideshare para partilhar powerpoints de apresentações em conferências, palestras, etc.

  • do Figshare, um repositório digital de acesso aberto, para fazer upload, guardar e partilhar resultados, sejam publicações, posters, apresentações, código, conjuntos de dados, etc.


Estas ferramentas permitem que os resultados da sua investigação sejam mais facilmente encontrados por quem demonstre interesse, sem barreiras ou limitações.

 

Participar na conversa

Há uma enorme quantidade de conversas e discussões acadêmicas, em que qualquer pessoa pode participar online, em tempo real, seja em blogs, grupos do LinkedIn, ResearchGate, etc.
 

Claro que postar um comentário num blog não é tão completo como um artigo, mas se considerarmos uma discussão com dezenas de comentários, poderá conter ideias novas suficientes para uma dúzia de artigos (excluindo os ocasionais comentários de trolls) e servir para promover a sua investigação junto dos seus pares.
 

O projeto original do Polymath é um bom exemplo da dinâmica positiva que pode resultar destas discussões.

 

participe na conversa para promover a investigação online

 

Poderá começar por participar em discussões de grupos do LinkedIn, plataformas acadêmicas como o ResearchGate ou mesmo websites de discussão de vários tópicos como Quora.
 

Outra sugestão passa por editar páginas do website de referência geral mais popular da Internet: Wikipedia. O Wikipedia é uma ferramenta online muito utilizada por investigadores, estudantes, e público, em geral, e um dos maiores sites em termos de tráfego.
 

Ao editar páginas Wikipedia relacionadas com a sua área de investigação, estará não só a contribuir para melhorar a qualidade da informação, mas também a incluir resultados da sua investigação, tornando-a visível para um maior número de pessoas.

 

Tornar a investigação mais acessível

É possível facilitar o acesso a publicações (como já vimos anteriormente neste post), no entanto, tal não significa que sejam verdadeiramente “acessíveis”.
 

Publicações científicas tendem a ser escritas em termos muito formais, com uma leitura pouco intuitiva (por exemplo, a indicação de referências dentro do próprio texto).
 

Como tal, mesmo que chegue a vários tipos de público, a sua publicação não será de fácil compreensão para todos.


Para tornar o seu trabalho ou o tópico da sua investigação mais acessíveis, terá de repensar e adaptar a linguagem e o formato da publicação.
 

tornar acessível para promover a investigação online

 

Transformar um artigo num blog post é uma boa maneira de tornar a sua investigação mais acessível e promovê-la online.
 

Tal não implica ter de criar o seu próprio blog ou website (apesar de ser relativamente fácil através de plataformas como Wordpress, Weebly, Wix ou Blogger).
 

Apostar em plataformas como Medium ou LinkedIn poderá até ser uma melhor opção em termos de alcance. Criar e publicar um post em qualquer uma, é simples e intuitivo.


Por exemplo, para publicar no Medium, basta criar um perfil. A partir dali, pode escrever os seus próprios textos e recomendar textos de outros autores (aqui poderá ver um exemplo).
 

Outra alternativa, são os chamados blogs de curadoria de conteúdo - blogs temáticos que recolhem posts de diferentes autores. É o caso de LSE Impact Blog ou The Conversation.


Poderá tornar-se um dos autores destes blogs, com a vantagem de conseguir fazer chegar o seu conteúdo a uma comunidade de leitores já estabelecida e poder contar com ajuda para formatar imagens e texto.


Procure utilizar uma linguagem mais simples, e manter o texto o mais curto possível, com bastante espaço, ao transformar o seu artigo num blog post, para que a sua investigação fique acessível para qualquer leitor.

 

 


Por fim, ficam mais algumas sugestões para promover melhor a sua investigação online e ajudar os outros a saber mais sobre o seu trabalho e experiência:
 

Mantenha a página ou website do seu centro ou laboratório de investigação atualizados. Enquanto investigador, nem sempre terá autonomia para fazê-lo, mas certifique-se de alertar a pessoa ou departamento responsável para atualizar a lista de publicações e outras informações relevantes.
 

Utilize a mais simples das ferramentas diárias para promover o seu trabalho e partilhar os seus perfis - a sua assinatura de email. Para facilitar a tarefa, preparámos alguns templates que poderá adaptar para utilizar como a sua assinatura de Gmail personalizada.

 

Descarregar assinatura email para promover a investigação online