Como preparar o seu website para o fim de Drupal 7 e 8

end of life for Drupal 7 & 8

Como preparar o seu website para o fim de Drupal 7 e 8

Tem um website em Drupal 7 ou Drupal 8? Então fique atento às nossas dicas e recomendações para preparar o seu website para o fim anunciado de Drupal 7 e 8 e para fazer a melhor escolha para a sua empresa (e o seu orçamento!).


 

Neste momento…

Existem mais de 600.000 websites em Drupal 7 e 300.000 websites em Drupal 8. Ou seja, mais de 1 milhão de websites terão de migrar para a versão 9, até Novembro 2021, data que marca o fim do suporte das 2 versões anteriores. 

Para evitar que o seu website fique muito mais vulnerável e as funcionalidades atuais deixem de ser sustentáveis ou compatíveis, terá de migrar bem antes de Novembro 2021, já que é um processo que implica tempo e cuidado, sobretudo se o seu website for fundamental para a actividade da sua empresa.

A migração para uma nova versão de Drupal não é fácil. 

Todo o site (front-end e back-end) precisa ser completamente reconstruído. É um processo longo, demorado e propenso a erros, que pode consumir um pouco mais de tempo e recursos do que o esperado.

Na melhor das hipóteses, o site mais simples pode levar no mínimo um bom mês para redesenhar, reconstruir, migrar conteúdo e assegurar qualidade.

 
 

O problema é que…

A maioria das empresas entende que tem pelo menos 2 anos para tratar da migração, com pouco sentido de urgência ou prioridade. Para quê migrar e ter esse custo agora? 

Se mais de metade das empresas aguardar pela mesma altura, mais difícil será encontrar alguém com capacidade para migrar o website, à última da hora.

Equipas de programadores e agências qualificadas e experientes em Drupal são escassas.


 

Seja proativo...

Recomendamos planear e tomar alguma atitude proativa, o quanto antes:
 

  1. Faça um inventário do seu conteúdo e decida o que precisa ser movido e o que deve ser removido.
     

  2. Decida se se justifica fazer um novo design do site. Fará toda a diferença na quantidade de tempo e dinheiro a investir no projeto. Se considerar que a experiência do utilizador pode ser melhorada, o design está ultrapassado e não for compatível com dispositivos móveis, então será necessário fazer um novo design antes de fazer a migração.
     

  3. Faça um inventário e avalie os tipos de conteúdos existentes no site atual (por ex. notícias, receitas, etc.) Por vezes, é possível combinar tipos de conteúdo e reduzir custos.
     

  4. Faça um inventário das funcionalidades: alguns sites têm funcionalidades que não estão ser utilizadas e qualquer elemento que possa ser removido contribui para facilitar o processo de migração. Primeiro, identifique e documente as funcionalidades existentes e de seguida, defina as funcionalidades de que precisa para que possam ser melhoradas ou adicionadas.
     

  5. Reduza o número de dependências de terceiros. O Drupal tem e sempre teve a participação ativa de uma comunidade de programadores que desenvolvem módulos, temas e bibliotecas.  Aliás, muito do que é o Drupal core atual, já foi um módulo contribuído pela comunidade. Se utilizar módulos contribuídos em Drupal 7, será aconselhável reduzir o número de dependências para tornar a migração menos complexa.
     

  6. Avalie as opções disponíveis. Talvez não precise migrar de Drupal 7 para Drupal 8 ou 9. Talvez uma outra alternativa como Wordpress, ou soluções customizadas, poderão ser uma melhor opção para o website que precisa.
     

  7. Preveja sempre alguma folga no seu orçamento. O projeto poderá ser mais complexo e mais caro do que inicialmente pensava, sobretudo se incluir um novo design e novas funcionalidades. É preferível ter sempre alguma reserva do que esgotar o orçamento a meio do processo de migração.
     

 

Resumindo…


Migrar de D7 para D8, e para D9

Porquê manter o seu website em Drupal? A principal vantagem é que as versões D8 e D9 são mais parecidas com D7 do que outras alternativas, como o Wordpress, por exemplo. 

Se considerar que não vale a pena mudar para um novo CMS e estiver satisfeito com as possibilidades que o Drupal permite, então faça a migração de D7 para D8, o quanto antes. E quando a versão 9 estiver estável (em finais de 2020), migre de D8 para D9. 

O processo mais complexo será a migração de D7 para D8. A atualização para D9 deverá ser quase automática. 

 

fim de Drupal 7 e 8

 

 

Mudar de Drupal 7 ou 8 para WordPress

Apesar das grandes vantagens do Drupal, sobretudo para websites ricos em conteúdo e com funcionalidades mais complexas, nem sempre faz sentido quer para o propósito quer para o orçamento disponível.

Existem menos programadores especializados em Drupal, e são por isso, mais solicitados, com um custo por hora mais elevado. Além disso, é um sistema de gestão de conteúdo mais técnico e um pouco mais complexo, sobretudo para quem não tem experiência. Exige, por isso, um esforço maior de tempo e dinheiro para desenvolver e manter um website, do que por exemplo, com WordPress. 

E para muitas empresas, é um custo adicional que nem sempre se justifica.

Como regra geral, se apenas se trata de inserir e gerir conteúdo que será divulgado e consumido pelo público, uma solução em WordPress será mais do que suficiente e apropriada.

 

fim de Drupal 7 e 8

 


Apostar em soluções customizadas

Para casos específicos, uma solução em CMS, seja Drupal ou WordPress, não é a melhor alternativa.

Por exemplo, se o seu negócio se basear numa plataforma de Software as a Service (SaaS), que exige o login dos utilizadores (como por exemplo, Shopify, Dropbox, etc.), o melhor será desenvolver uma aplicação web customizada.

A parte visível ao público (front-end) poderá até ser alimentada por um CMS, mas o back-end ficará construído na tecnologia mais apropriada para o efeito (Python, Java, PHP, React, Javascript, Django, Symfony, etc.)

 

Se precisar de ajuda na hora da migração do seu website de Drupal ou para decidir a melhor solução para a sua empresa, venha tomar um café com a nossa equipa. Boas migrações!